7 DEDETIZAÇÃO O QUE OFERECEMOS EM SERVIÇOS?
CERTIFICAMOS SUA EMPRESA
Certifique sua empresacom a 7 deetização hoje m
DEDETIZAÇÃO EM LOJAS
Certifique sua empresacom a 7 deetização hoje m
DEDETIZAÇÃO RESIDENCIAL (CASA)
Certifique sua empresacom a 7 deetização hoje m
AFUGENTAMENTO DE  POMBOS
Certifique sua empresacom a 7 deetização hoje m
CONTROLE DE FORMIGAS
Certifique sua empresacom a 7 deetização hoje m
CONTROLE DE ROEDORES
Certifique sua empresacom a 7 deetização hoje m
CONTROLE DE ARANHAS
Certifique sua empresacom a 7 deetização hoje m
LIMPEZA DE CAIXAS D'ÁGUA E CISTERNAS
Certifique sua empresacom a 7 deetização hoje m
DEDETIZAÇÃO  EMPRESARIAL
Certifique sua empresacom a 7 deetização hoje m
DEDETIZAÇÃO EM ESCOLAS, UNIVERSIDADES, FACULDADES
Certifique sua empresacom a 7 deetização hoje m
AFUGENTAMENTO DE MORCEGOS
Certifique sua empresacom a 7 deetização hoje m
CONTROLE DE BARATAS
Certifique sua empresacom a 7 deetização hoje m
CONTROLE DE MOSCAS E PERNILONGOS
Certifique sua empresacom a 7 deetização hoje m
CONTROLE DE PULGAS
Certifique sua empresacom a 7 deetização hoje m
DEDETIZAÇÃO EM SHOPPING
Certifique sua empresacom a 7 deetização hoje m
DEDETIZAÇÃO  HOSPITALAR
Certifique sua empresacom a 7 deetização hoje m
DEDETIZAÇÃO EM CONDOMÍNIOS E FLATS
Certifique sua empresacom a 7 deetização hoje m
CONTROLE DE CUPINS
Certifique sua empresacom a 7 deetização hoje m
CONTROLE DE ESCORPIÕES
Certifique sua empresacom a 7 deetização hoje m
CONTROLE DE TRAÇAS
Certifique sua empresacom a 7 deetização hoje m
CONTROLE DE CARRAPATOS
Certifique sua empresacom a 7 deetização hoje m
DETALHE SOBRE NOSSOS SERVIÇOS
CONTROLE DE BARATAS
 

Buscamos identificar os possíveis focos (ninhos), que estão geralmente em eletrodomésticos, portais, debaixo de pias, motores de geladeira e freezer, tomadas, filtros de água, armários de cozinha e banheiros, frestas em paredes e azulejos, jardins, forros de gesso e ambientes úmidos e com muita oferta de alimento como cozinhas e banheiros.

O serviço é iniciado pela aplicação do produto (veneno) de formulação pó em caixas elétricas de distribuição, frestas, caixas de esgoto e de gordura, ralos na área interna e externa do ambiente. Após o uso do produto (veneno) de formulação pó é então iniciada a aplicação do produto (veneno) em formulação gel onde é aplicado em pequenas gotas em locais como cozinha, banheiros, armários, mesas e borrachas de geladeira.Concluído a aplicação de gel, é realizada a aplicação do produto (veneno) em formulação líquida em portais, janelas, frestas em geral, rodapés, embaixo de mesas, divisórias, dentro de armários e guarda-roupas vazios.

A 7 DEDETIZAÇÃO assegura excelente satisfação e bom resultado, por isso oferece como garantia, um período médio de *06 meses*. A garantia correta vai depender da análise técnica do local.

CONTROLE DE CUPINS
 

O controle começa com uma inspeção minuciosa do local visando identificar a espécie e o nível de infestação para assim personalizar a aplicação de acordo com a necessidade de cada cliente.
​Buscamos identificar os possíveis focos que estão geralmente em móveis, rede elétrica, frestas em paredes e azulejos, jardins, forros de gesso, depósitos de madeira e papelão, em alguns casos os ninhos podem ser subterrâneos, ou seja locais quentes e úmidos e com muita oferta de alimento.
As espécies mais conhecidas são: Cupim de madeira seca (Cryptotermes brevis) e cupim subterrâneo ou cupim de solo (Coptotermes gestroi).

CONTROLE DE FORMIGAS
 

Algumas espécies são conhecidas popularmente como: Formiga doceira, formiga de cozinha, formiga preta, lava-pé, formigas domésticas, formiga de eletrodomésticos e equipamentos eletrônicos, formiga de jardim e cortadeira. Após definir um plano de ação, profissionais treinados e capacitados pela 7 DEDETIZAÇÃO realizam a aplicação de acordo com a espécie de formiga localizada. A aplicação é realizada utilizando produtos com formulações líquidas, géis e polvilhamento sempre utilizando o que há de mais moderno e eficaz no mercado, sempre obtendo bons resultados e a satisfação do cliente. Buscamos identificar os possíveis focos (formigueiros), que estão geralmente em eletrodomésticos, computadores, frestas em paredes e azulejos, jardins, forros de gesso e ambientes úmidos como banheiro e cozinha.

CONTROLE DE ROEDORES
 

O controle de ratos começa com uma inspeção minuciosa do local visando identificar a espécie do roedor e o nível de infestação para assim personalizar a aplicação de acordo com a necessidade de cada cliente.
Após definir um plano de ação, profissionais treinados e capacitados pela 7 DEDETIZAÇÃO realizam a aplicação de iscas de acordo com a espécie de roedor localizada, as iscas são aplicadas em locais estratégicos onde os ratos transitam.
Onde há grande quantidade de vestígio o controle é realizado com várias aplicações até a eliminação da colônia. Os vestígios são: fezes, tocas (buracos na terra ou parede), cheiro de urina, trilhas de gorduras, comidas e objetos roídos.
Durante a aplicação o cliente é orientado a realizar mudanças no ambiente, que possivelmente esteja atraindo os ratos, a 7 DEDETIZAÇÃO garante a eliminação completa da colônia de ratos presente no local, mas, medidas preventivas devem ser tomadas para que não se instale no ambiente uma nova colônia.

CONTROLE DE PULGAS
 

Pulgas são parasitas externos que se alimentam normalmente de sangue de animais de estimação como cães gatos e outros.
As pulgas adultas precisam do sangue do hospedeiro para completar o seu ciclo de desenvolvimento. Após se alimentarem, as fêmeas procuram abrigos no ambiente, para se protegerem da luz tais como, frestas e fendas da madeira, aberturas entre tacos de madeira, sob almofadas e cantos de sofás, poltronas, sob colchões, sempre próximo Ao local freqüentado pelo hospedeiro.
Após definir um plano de ação, profissionais treinados e capacitados pela 7 DEDETIZAÇÃO realizam a aplicação de acordo com o nível de infestação encontrado no local.
A aplicação é realizada utilizando produtos (venenos) com formulações pó e de formulação líquida próprios para o controle de pulgas, sendo o que há de mais moderno e eficaz no mercado.
O serviço é iniciado pela aplicação do produto (veneno) de Formulação pó em caixas elétricas de distribuição, tomadas elétricas, frestas caixas de esgoto e gordura e ralos. Concluído a aplicação de pó é realizada a aplicação do produto (veneno) em formulação Líquida em portais, janelas, frestas em geral, rodapés, pisos, canis, jardins, em paredes, etc.
No dia da aplicação o cliente é orientado a realizar o banho clínico contra pulgas no seu cão ou gato, pois de nada adianta o tratamento do local sem o tratamento do principal foco.

CONTROLE DE CARRAPATOS
 

Nome Científico: Rhipicephalus sanguineus.
Longevidade: as larvas não alimentadas podem viver até 8 meses e meio, as ninfas não alimentas – 6 meses e os adultos não alimentados – 19 meses.
Postura: 2.000 a 3.000 ovos por vez e até 18.000 ovos por ano.
Alimentação: sangue.
Doenças Transmitidas e Patógenos Veiculados: bactérias, protozoários, vírus, febre maculosa, doença de Lyme, babesiose canina, babesia caballi, babesia equi.
Medidas Preventivas:

  • Higienizar e monitorar os locais onde os carrapatos podem ser encontrados;

  • Manter o gramado ou mato, próximo aos locais de criação dos animais e áreas de circulação do homem, aparado;

  • Em áreas infestadas, evitar sentar no solo e expor partes do corpo desprotegidas à vegetação.

Curiosidades
Além do cão, pode parasitar o gato e carnívoros silvestres. É raramente encontrado em ruminantes domésticos.

CONTROLE DE ESCORPIÕES
 

Os escorpiões são animais venenosos, mas pouco agressivos. São carnívoros e alimentam-se principalmente de grilos e baratas. Com hábitos noturnos, os escorpiões se escondem durante o dia em locais quentes, escuros e úmidos, como cascas de árvore, pedras, troncos podres, madeiras empilhadas, entulhos, telhas e atrás de móveis. Muitas espécies vivem em áreas urbanas e encontram abrigo e alimentação dentro e próximo das casas. Os escorpiões entram nas casas principalmente pelas redes de esgoto sanitário e fluvial, instalações elétricas e telefônicas, fosso de elevador ou frestas. Também podem acompanhar materiais de construção.
Após definir um plano de ação, profissionais treinados e capacitados pela 7 DEDETIZAÇÃO realizam a aplicação de acordo com o nível de infestação encontrado no local.
A aplicação é realizada utilizando produtos (venenos) de formulação pó e de formulação liquida sem cheiro, próprios para o controle de escorpião, sendo o que há de mais moderno e eficaz no mercado.
O serviço é iniciado pela aplicação do produto (veneno) de formulação pó em caixas elétricas de distribuição, frestas, caixas de esgoto e de gordura, ralos. Concluído a aplicação de pó, é realizada a aplicação do produto (veneno) em formulação líquida em portais, janelas, frestas em geral, rodapés, em tornos de mesas, divisórias, garagens, corredores, locais com acumulo de entulhos e materiais em desuso e próximo a jardins.

CONTROLE DE ARANHAS
 

Nome Científico: Lycosa auroguttata, Lycosaerythrognatha, Lycosa nychthemera, Lycosa ornata, Lycosa dubia, Lycosa pardalina, Lycosa poliostoma.
Longevidade: 26 a 30 meses.
Coloração: castanho a negro.
Postura: mais de 2.000 ovos.
Alimentação: são caçadoras.
Doenças Transmitidas e Patógenos Veiculados: seu veneno tem ação local, necrosante, cutânea, sem intoxicação geral.
Medidas Preventivas:

  • Não plantar bananeiras próximas ao ambiente;

  • Fechar portas e janelas ao entardecer em locais muito arborizados;

  • Manter fechados armários e gavetas;

  • Examinar roupas e calçados antes de usá-los;

  • Vistoriar objetos e móveis que tenham sido guardados por períodos prolongados;

  • Manter jardins, gramados e terrenos sempre limpos e livres de galhos, folhas e outros esconderijos;

  • Adotar medidas de prevenção e controle de insetos.

Curiosidades
Constroem túneis subterrâneos com cerca de 20 a 30 cm de profundidade, cuja abertura externa pode ficar livre, mas quando há frio e/ou chuva, é vedada por uma tampa de seda. Não fazem teia. São mansas, mas quando encurraladas podem se posicionar como as Aranhas Armadeiras e picar a mão ou o pé da vítima.

CONTROLE DE PERNILONGOS
 

Nome Científico: vários, como Culex quinquefasciatus, Culex Pipiens, Culex fatigans, Aedes aegypti, Aedesalbopictus, Anopheles myzomyia gambiae, Anophelesnyssorhynchus darlingi, Lutzomyia longipalpis, Anopheles (nyssorhynchus) albitarsis, Anopheles (kerteszia) cruzi, Psorophora ferox, Aedes (Ochlerotatus) taeniorhynchus, Aedes (Ochlerotatus)serratus, Aedes (Ochlerotatus) scapularis, Aedes (Finlaya) leucocelaenus, Culex (Culex) pipiens fatigans, dentre outros.
Longevidade: no verão 1 a 2 meses, e até 6 meses no inverno.
Coloração: branca, negra, negra com manchas brancas.
Postura: de 50 a 150 ovos por lote.
Reprodução: sexuada, pondo seus ovos em água limpa parada.
Alimentação: nutrem-se de seiva de plantas e as fêmeas nutrem-se de sangue para a maturação dos ovos.
Doenças Transmitidas e Patógenos Veiculados: dengue, febre amarela, filariose, malária, encefalite, leishmaniose.
Medidas Preventivas:

  • Não manter água parada;

  • Esvaziar e escovar as paredes internas de recipientes que acumulam água periodicamente;

  • Manter totalmente fechadas cisternas, caixas d'água e reservatórios de água provisórios, tais como tambores e barris;

  • Furar pneus e guardá-los em locais protegidos das chuvas;

  • Guardas latas e garrafas emborcadas para não reter água da chuva;

  • Limpar, periodicamente, calhas de telhados, marquises e rebaixos de banheiros e cozinhas, não permitindo o acúmulo de água;

  • Utilizar ralos protetores e jogar, quinzenalmente, desinfetante nos ralos externos e internos;

  • Drenar terrenos onde ocorra formação de poças;

  • Não acumular entulho ou lixo;

  • Encher com areia ou pó de pedra poços desativados ou depressões de terreno, bem como pratos de vasos de plantas;

  • Manter fossas sépticas em perfeito estado de conservação e funcionamento;

  • Colocar peixes barrigudinhos em charcos, lagos ou água que não possa ser drenada;

  • Manter desobstruídas valas, valetas, margens de córregos e riachos;

  • Manter permanentemente secos subsolos e garagens;

  • Evitar o cultivo de plantas aquáticas.

Curiosidades
Os mosquitos nutrem-se de seiva de plantas e somente as fêmeas picam porque necessitam de sangue para a maturação dos ovos. Têm uma capacidade de vôo de até 5 Km/h.

CONTROLE DE TRAÇAS
 

Nome Científico: Tineola bisseliella, Tinea pelionella, Trichophaga tapetzella.
Coloração: marrom clara, acinzentada, esbranquiçada. Apresentam na cabeça tufos de pêlos avermelhados e as antenas são um pouco mais escuras do que o restante do corpo.
Postura: as fêmeas depositam uma média de 40 a 50 ovos em um período de 2 a 3 semanas, morrendo logo após a postura.
Reprodução: sexuada.
Alimentação: lã, penas, pêlo, cabelo, couro, poeira, papel, algodão, linho, seda e fibras sintéticas. Roupas usadas sujas de bebidas, alimentos, suor ou urina, além daquelas guardadas por muito tempo, são as mais atacadas.
Doenças Transmitidas e Patógenos Veiculados: não são transmissores de doenças.
Medidas Preventivas:

  • Remover, freqüentemente, a poeira dos móveis, quadros, cortinas e tapetes;

  • Evitar o acúmulo de papéis e roupas velhas;

  • Vistoriar, freqüentemente, gavetas e móveis onde estejam guardados tecidos, roupas de cama e roupas de lã;

  • Guardar cereais e massas alimentícias em recipientes fechados;

  • Nunca guardar roupas usadas dentro do guarda-roupas. Lave-as sempre antes de guardar e passe-as com ferro quente.

  • Passar sempre o aspirador de pó, utilizando o bico adequado para frestas, nos locais de difícil acesso para a vassoura ou espanador.

Curiosidades

As traças das roupas voam pouco e não são atraídas pela luz. Tecem um casulo, em forma de losango, enquanto se alimentam, podendo ficar parcialmente cobertas por ele. As fezes das larvas das traças das roupas apresentam a mesma coloração das fibras dos tecidos. Quando as larvas estão prontas para pupar, elas migram à procura de frestas.

AFUGENTAMENTO DE MORCEGOS
 

Os morcegos são mamíferos pertencentes à Classe Mammalia. São animais vertebrados, possuidores de corpo coberto de pêlos e que nutrem seus filhotes no início de seu desenvolvimento por leite secretado pelas glândulas mamárias das fêmeas. Esta classe é subdividida em 19 ordens, entre as quais encontramos a dos Chiroptera, onde estão agrupados os morcegos. Algumas espécies já estão ameaçadas de extinção.
O nome Chiroptera origina-se de Chiro=mão, e Ptero=asa, com a mão transformada em asa.

É a segunda ordem em número de espécies, com aproximadamente 1000 espécies identificadas.
São os únicos mamíferos com capacidade real de vôo, propiciada pela membrana que une 4 dos 5 dedos do membro anterior, formando a asa. Outras espécies, como o esquilo-voador, apenas planam, após saltar de lugares altos .
Nas residências normalmente estão alojados nos forros, caixas de persiana, e aparelhos de ar condicionado,  trazendo grande desconforto devido ao odor de suas fezes, e ao barulho que fazem.
Mas  a principal preocupação está relacionada ao acúmulo de fezes. Estas secam, se pulverizam, e com a agitação dos morcegos formam pequenas partículas que flutuam podem transportar agentes patogênicos causadores de doenças.
Devemos afugentá-los sem causar danos a colônia, e realizar a vedação do local para impedir seu retorno. Após o afugentamento é bom que seja feita uma inspeção anual para verificar se há alguma nova colônia formando-se no local.

AFUGENTAMENTO DE POMBOS
 

Nome Científico: Columba livia

Classe: aves

Ordem: columbiformes

Descrição: ave exótica de origem européia, introduzida no Brasil no século XVI . Adultos possuem Tamanho de aproximadamente 30 cm, plumagem com grandes variações de coloração (cinza, cinza azulado, marrom, bege, tons metálicos, etc), sendo a dos machos, mais iridescente do que a das fêmeas.

Biologia: As fêmeas colocam de 1-2 ovos por ninhada e podem ter 5-6 ninhadas ao ano. A média de incubação dos ovos é de 17 a 19 dias. Podem viver por 3 a 5 anos nos centros urbanos e em condições silvestres ate 15 anos. Nas áreas urbanas, alimentam-se de grãos e sementes, restos orgânicos e ate mesmo lixo.

Importância/Doenças Transmitidas e Patógenos Veiculados: Competem com espécies nativas por alimento e utilizam áreas urbanas ou antropizadas. São causadores de sérios problemas, sujando o ambiente com seus dejetos, entupindo e apodrecendo calhas de captação e drenagem pluvial, danificando fiações elétricas e monumentos históricos(igrejas, museus, estátuas, etc.). Acúmulo de sujeira, principalmente em fachadas de edifícios, marquises, chão e em automóveis danificando pinturas (devido à acidez de suas fezes), consumo e contaminação de grãos e alimentos em armazéns e fábricas de gêneros alimentícios, acidentes aéreos ou terrestres. Podem veicular doenças ao homem como a Histoplasmose e a Criptococose (fungos que se desenvolvem nas fezes de pombos), Toxoplpasmose, Ornitose e Salmonelose, além de propiciarem dermatites causadas por ácaros e piolhos presentes em suas penas.